Abrandar para ganhar

Atualizado: Ago 23


A corrida para o segredo do sucesso é implacável e contagiosa. Todos querem saber como chegar lá e, como tal, todos se dedicam de corpo e mente a essa missão. Nesta corrida, todos somos máquinas e não são permitidas pausas. O descanso passa assim por despercebido nesta equação do sucesso e chega a ser percecionado como tabu e motivo de culpa. O medo de ficar para trás e perder a corrida é o que nos impede de fazer uma pausa, mas, e se eu lhe dissesse que um dos ingredientes chave do sucesso, passa por manter momentos regulares de repouso?


A manutenção de um constante e excessivo foco no trabalho, na resolução de problemas ou noutras tarefas que implicam concentração, representa um perigo para o desempenho e funcionamento ótimos e para a saúde. Neste sentido, o nosso cérebro requer a presença de períodos regulares de descanso. Essencialmente, precisa de momentos para vaguear sem rumo. Para compreender o que significam estes momentos de repouso, recorde-se da última vez que estava a ler a página de um livro e, depois de algumas frases, apercebeu-se de que não tinha retido nenhuma mensagem transmitida porque estava absorvida(o) com uma cadeia de pensamentos totalmente não relacionados com o conteúdo da página. Nesta situação, a sua mente estava, certamente, num momento de descanso.


O que é que acontece quando a mente descansa?

Dar espaço à mente para se desconectar de um modo “fazer” permite-lhe recuperar memórias, conectar ideias e pensamentos, e solidificar aprendizagens. Estudos demonstram que este momento de pausa da mente, promove o pensamento criativo e o desenvolvimento de estratégias mais eficazes de resolução de problemas.


Quando e como dar descanso à mente?

Vários autores sugerem que devemos ter períodos de descanso cognitivo a cada 90 minutos, contudo pode simplesmente escutar os sinais do seu corpo e da sua mente, como por exemplo, saberá que é tempo de abrandar quando sentir dificuldades de concentração ou quando se aperceber de que está num esforço descomedido para resolver um problema.


Apresento-lhe, agora, algumas formas de como pode abrandar a sua mente:

  1. Faça uma ligeira sesta de cerca de 15 minutos durante o início da tarde;

  2. Caminhe livremente com a sua mente, sente-se num banco de jardim e deixe-se conectar consigo mesmo;

  3. Desligue-se do seu telemóvel, não deixe que as distrações virtuais lhe retirem um produtivo momento de descanso;

  4. Sonhe acordado, construa cenários e dê abertura ao seu pensamento criativo e livre.


Por mais ocupados e apressados que sejam os seus dias, não retire à sua mente a oportunidade de abrandar, revitalizar e retomar o seu funcionamento ótimo. Lembre-se que estes momentos de descanso não são um luxo de que poucas pessoas podem usufruir nem são uma barreira entre si e sua produtividade. Na verdade, são paradoxalmente necessários para cumprir com excelência qualquer tipo de trabalho.


Referências:

Chen, A. C., Oathes, D. J., Chang, C., Bradley, T., Zhou, Z., Williams, L. M., Glover, G. H., Deisseroth, K., & Etkin, A. (2013). Causal interactions between fronto-parietal central executive and default-mode networks in humans. PNAS, 110(49), 19944-19949. https://doi.org/10.1073/pnas.1311772110

Pillay, S. (2017, May 4). Secret to brain success: Intelligent cognitive rest. Harvard Health Publishing. https://www.health.harvard.edu/blog/secret-to-brain-success-intelligent-cognitive-rest-2017050411705

13 visualizações0 comentário