Estamos mais felizes nas férias no calor?


No hemisfério norte estamos no inverno com toda sua beleza e particularidades. Já no hemisfério sul o início do novo ano vem com muito sol, muita luz e calor. Por esse motivo também é o momento preferido para muitos expatriados viajarem para locais mais quentes e para brasileiros visitarem sua terra natal.


Não é apenas uma percepção: uma combinação de fatores deixa o corpo e a mente mais saudáveis e equilibrados e fazem da época quente a mais celebrada do ano.

O clima influencia, mas não determina. É provável o calor como também a maior interação entre pessoas nas ruas, parques e praias, estimule a extroversão, lançando no ar o clima da alegria. Abaixo trago os benefícios do calor que podemos aproveitar no verão em qualquer hemisfério.



O sol

Uma das razões de nos tornarmos mais felizes nessa época do ano é que somos inundados por mensageiros químicos que trazem sensação de bem-estar. Sua produção é ativada pela luz solar. Caso da serotonina, o neurotransmissor do prazer, que também regula o humor, o sono, o apetite e a temperatura corporal. Isso talvez explique o desejo de ficar o dia todo na praia ou na piscina. E o bom humor que em geral se experimenta depois.


Além disso, o sol dá o ritmo aos nossos ciclos biológicos e participa do nosso equilíbrio psíquico, no nosso sono e no nosso humor. Na verdade, ele estimula nosso estado de ânimo, pois a luz recebida pelos nossos olhos permite combater a depressão. Deste modo, quando estamos expostos ao sol, sentimos muitas vezes uma sensação de bem-estar. Este sentimento provém da endorfina B, responsável pelo bronzeamento. Ela atua sobre os neurônios sensoriais e cria uma espécie de euforia muito boa para o organismo. Ela permite reencontrar a calma e a serenidade, reduzir o estresse, as dores e provocar uma ligeira sonolência. As endorfinas também intervêm nos sentimentos amorosos, daí a impressão de relaxamento e bem-estar sob o sol…


A luz também ajusta o nosso relógio interno, acertando os ritmos de sono e vigília. Com o anoitecer, o cortisol cai e é liberada a melatonina, que vai criar as condições ideais para o sono. Esse equilíbrio afeta a produção de outros hormônios, tendo impacto no humor e na saúde física e mental.



Praia e contato com a natureza

No calor os dias mais longos estimulam a visitar praias e parques, o que ajuda a aliviar o estresse. Estudos sobre saúde e bem-estar que avaliam os efeitos físicos e emocionais do contato com a natureza, indicam que além do bem-estar físico, quem passeia em bosques por exemplo tem melhor interação social, menor incidência de depressão e ansiedade.



Atividades físicas ao ar livre

Não é novidade que atividades física regular e saúde mental são parceiros inseparáveis. O clima quente favorece as atividades físicas ao ar livre, em parques e praias. Devido a isso, muitas vezes em férias no calor muitas pessoas se sentem mais motivadas a iniciar uma atividade física ou aprender um esporte novo.

Atividade física como caminhada, corrida, bicicleta e dança, estimula a produção de beta-endorfinas, nosso analgésico natural. Além de atenuar a dor, confere sensação de bem-estar, alivia a ansiedade e o estresse, contribui para o equilíbrio emocional.



Nem todos gostam e tudo bem

Embora muitas pessoas prefiram o clima quente, há quem não tolere o calor. Como somos extremamente adaptáveis, podemos viver bem em situações extremas, como nos países nórdicos, que se destacam entre os mais felizes do mundo mesmo com um inverno longo e rigoroso.


O segredo talvez seja desfrutar o que for agradável e fazer adaptações, como recorrer às luzes para compensar a escuridão no inverno ou ao ar-condicionado para garantir uma temperatura amena, quando necessário.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo